quarta-feira, 3 de julho de 2013

Em Londres, público tem que pedalar para assistir filmes no cinema



Essa é para os amantes de cinema que gostam de pedalar – ou, então, que não medem esforços para assistir a um novo filme na telona: trata-se do cinema itinerante Cycle-In Cinema, que percorre toda a cidade de Londres projetando filmes a partir da eletricidade gerada por meio de pedaladas do próprio público.
Para entrar no cinema, os espectadores não precisam pagar ingresso, mas a companhia de uma bicicleta é fundamental. Isso porque o Cycle-In Cinema não possui nenhuma bike: as magrelas devem ser levadas pelo próprio público, que as plugam em geradores capazes de converter a energia cinética – ou seja, de movimento –, produzida pelas pedaladas, em eletricidade para colocar o projetor e o sistema de som do cinema para funcionar.
E para aqueles que não querem assistir ao filme ouvindo o barulho das pedalas alheias – ou, pior, da respiração ofegante dos demais espectadores –, o Cycle-In Cinema transmite o áudio do cinema para os rádios e smartphones que estiverem no local, dando ao público a opção de assistir ao espetáculo com fones de ouvido.
A intenção do projeto, criado pela organização Magnificent Revolution, é aliar diversão a conscientização, ao mostrar ao público o quanto é suado – literalmente, nesse caso! – produzir energia elétrica para as mais banais atividades do dia a dia.
Para receber o Cycle-In Cinema em algum parque, praça ou estacionamento do seu bairro, os londrinos precisam, apenas, escrever para a Magnificent Revolution requisitando os serviços do cinema itinerante. Para 2012, a organização planeja expandir a iniciativa para toda a Inglaterra, mas já tem gente sonhando com a chegada do Cycle-In Cinema no Brasil. Você toparia assistir a um filme nesse cinema?
Imagem: Divulgação/Magnificent Revolution

Por: Teila Cristina, 1ª série do Ensino Médio.